Advertisement
Usuarios
Zona Socios
Zona de Cooperación
EspañolEnglishPortuguês
Aguieira Dão e Caramulo
Geografía
Cómo llegar
Alojamientos
Servicios Turísticos
Consejos para Venir
Historia
Municipios
Puntos de Interés
Mapa
Álbum Fotográfico
Herencia Natural
Herencia Cultural
Productos Locales
Guía de Empresas
Enlaces de la Región
Flora PDF Imprimir Correi electronico (E-mail)

 

Amieiro 

(Alnus glutinosa)

Árvore que atinge uma altura máxima de 35 m e raramente ultrapassa os 120 anos de idade. As suas folhas são redondas/ovadas, com 4 a 10 cm de comprimento e 5 a 8 pares de nervuras laterais. Os seus frutos são uma espécie de pinha, com 1 a 2 cm de comprimento.

Aveleira

(Corylus avellana L.)

 

Carvalho Alvarinho

(Quercus robur)

 

 Carvalho Negral

(Quercus pyrenaica)

Árvore de porte médio, por vezes pequeno, de copa irregular e casca do tronco cinzenta muito escura. Predomina nos solos graníticos e de xisto e é utilizado para a produção de madeira e como forragem verde para o gado. Trata-se de uma árvore de folha caduca. 

Castanheiro

(Castanea sativa)

 É uma árvore de grandes dimensões que atinge 20 a 30 metros de altura e de folha caduca. O porte é geralmente imponente com um tronco espesso e uma copa semi-esférica, mais ou menos alongada.

O castanheiro, que em tempos foi a espécie dominante, apresenta hoje uma distribuição muito dispersa. A espécie foi progressivamente dizimada pela donça da "tinta", dando lugar às espécies de crescimento rápido, como o pinheiro e o eucalipto.

Choupo 

(Populus alba)

 

 Esteva

(Cistus ladanifer)

É uma planta perene de crescimento rápido. Tem usualmente um porte arbustivo, podendo atingir alturas de 2,5 metros. 

            Eucalipto          

(Eucalyptus maidenii, Eucalyptus amaldulencis e Eucalyptus globulus)

 Árvore de grande porte, cuja altura pode atingir os 70-80 m em árvores adultas velhas. O tronco é alto e recto se a árvore estiver inserida num povoamento florestal. A casca é lisa, cinzenta ou castanha. As folhas são persistente e têm forma e aspecto diferentes conforme a árvore está em crescimento juvenil ou adulta. Os frutos são cápsulas lenhosas.

A indústria de extracção de madeira para papel desempenha, actualmente, um papel especialmente relevante no concelho de Mortágua.

 Freixo

(Fraxinus angustifolia)

É uma árvore de porte médio que pode atingir cerca de 25 metros de altura e de folha caduca. O porte é frondoso, com uma silhueta aberta e irregular com poucas ramificações secundárias. O tronco espesso apresenta uma casca lisa, cinzenta clara, que greta profundamente e escurece ao envelhecer. 

Giesta

(Cystisus grandiflorus)

Arbusto da família dass Leguminosas, de ramos cilíndricos, poucas folhas e flores amarelas e perfumadas. 

Loureiro

(Laurus nobilis L.) 

 

Medronheiro

(Arbutus unedo L.) 

O medronheiro é um arbusto ou pequena árvore de folha perene, que empresta cores e sabores aos matagais mediterrânicos. É particularmente conhecido pela aguardente de medronho preparada a partir dos seus frutos. 

Narciso-do-Mondego

(Narcisus scaberulus) 

Planta bolbosa, com duas a sete flores amarelas. O período de floração é muito curto, indo de Fevereiro a Abril. Ocorre apenas em substratos graníticos. Em Portugal, só existe no troço montante da Bacia Hidrográfica do rio Mondego.

Oliveira

(Olea europeae L. var. europeae) 

A oliveira é uma das plantas cultivadas mais antigas. Pode atingir os 1500 anos, sendo por isso a árvore europeia de maior longevidade. As folhas de oliveira são um pedúnculo curos, com 4 a 8 cm de comprimento, com uma cor verde acinzentada na face superior e prateada na face inferior. As flores são pequenas e brancas com um aroma agradável. Os frutos, as azeitonas, são a princípio verdes e, quando maduros, variam entre o violáceo e o preto. São comestíeis depois de curadas ou transformadas em azeite.

Pinheiro Bravo

(Pinus pinaster)

O PInheiro-Bravo é uma árvore de grande porte, podendo atingir os 30-40 metros de altura. O tronco apresenta uma casca espessa de cor castanha avermelhada, profundamente fissurada. As folhas são agulhas, emparelhadas, de cor verde-escura, rígidas e grossas. 

Rosmaninho

(Lavandula stoechas L.)  

 

Sabugueiro

(Sambucus nigra) 

 

Salgueiro

(Salix ssp.) 

 

Selo de Salomão

(Polygonatum odoratum) 

 

Tojo

(Ulex europaeus L.) 

Nome vulgar de diversos arbustos espinhosos, com flores amarelas, próprios de lugares quentes e secos. 

Videira

(Vitis vinifera) 

 

Zambujeiro

(Olea europeae L. var. sylvestris Brot.)