Advertisement
Usuarios
Zona Socios
Zona de Cooperación
EspañolEnglishPortuguês
Aguieira Dão e Caramulo
Geografía
Cómo llegar
Alojamientos
Servicios Turísticos
Consejos para Venir
Historia
Municipios
Puntos de Interés
Mapa
Álbum Fotográfico
Herencia Natural
Herencia Cultural
Productos Locales
Guía de Empresas
Enlaces de la Región
Herencia Natural PDF Imprimir Correi electronico (E-mail)

 

 

A água, a floresta e a montanha são os três elementos naturais caracterizadores da região de Aguieira, Dão e Caramulo.

Água

Inúmeros cursos de água atravessam todo o território de Aguieira, Dão e Caramulo irrigando os terrenos agrícolas. Destaque especial para os rios  Mondego - o maior rio português, e os seus afluentes Dão e Criz. Destes, o primeiro nasce na Serra do Pisco, concelho de Aguiar da Beira e corre na direcção SW (atravessando o concelho de Tondela), até desaguar no Mondego em Santa Comba Dão. O rio Criz nasce no concelho de Tondela, lugar de Miserela, entre Carvalhal da Mulher e Silvares. O seu leito divide os concelhos de Mortágua e Santa Comba Dão e vai desaguar à Barragem da Aguieira.

Nas margens dos rios e ribeiros é usual encontrar pequenos moinhos de água, muitos dos quais já encerrados, e lavadas (paredões erguidos no leito de um rio com o objectivo de encaminhar a corrente deágua para as regas). No domínio do lazer, refira-se a existência de algumas praias fluviais e paisagens deslumbrantes, já para não falar de alguns locais muito procurados com vista à pesca desportiva.

Integrada na Bacia Hidrográfica do rio Mondego, Albufeira da Aguieira assume-se como a maior barragem do país, com uma capacidade total de 423.000x1.000 m3 numa área inundada de 2.000 hectares. Em funcionamento desde 1981, a barragem abarca os concelhos de Penacova, Carregal do Sal, Mortágua, Santa Comba Dão, Tábua e Tondela.

Floresta

Na região de Aguieira, Dão e Caramulo a área ocupada pela floresta é de cerca de 52.000 hectares, correspondendo a 61% do território. O concelho de Mortágua apresenta a maior taxa de arborização da região - 87% dos seus 251,2 km2.

As explorações são, de modo geral, bastante pequenas (na sua maioria compreendem áreas com menos de 2 hectares) e pertença de propriedade privada. As espécies florestais mais cultivadas são o pinheiro-bravo e o eucalipto, sendo também usual o plantio de castanheiros, carvalhos e pinheiros-mansos.

A fauna selvagem teria existido em abundância, mas devido à caça indiscriminada, utilização exagerada de pesticidas e atropelamentos e plantio de produtos monoculturais reduziu drasticamente a existência de algumas espécies.

Montanha

De constituição geológica predominantemente granítica, a Serra do Caramulo faz a transição entre as formas aplanadas do Baixo Vouga e Baixo Mondego e a Plataforma do Mondego. O seu ponto mais alto, conhecido por Caramulinho, eleva-se aos 1075 metros. A serra dispõe-se segundo a orientação Noroeste-Sudoeste, sendo limitada do seu lado oriental, por uma importante escapra, enquanto que a vertente oposta desce progressivamente até dominar a plataforma litoral.